Projetos

PROJETOS E AÇÕES DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO

O Departamento Pedagógico desta Subsecretaria, em suas obrigações gerais, apresenta os projetos e ações pedagógicas para a divulgação dos mesmos, como mecanismo de alimentação do blog da SREA para que os visitantes da página possam ter acesso aos eventos e ações específicas deste Departamento.

A equipe pedagógica, que compõem o quadro de professores coordenadores dos projetos, em primeira instância, geri, orienta, capacita e direciona as elaborações pedagógicas para que as deliberações da Secretaria Estadual de Educação possam ser oficializadas com o maior êxito possível.

Segue abaixo os Projetos e Ações especificas do ano de 2011:

1- Projeto Aprendizagem

O Projeto Aprendizagem objetiva a visão clara e pedagógica da continuidade do trabalho iniciado em 2003 com a Rede de Acompanhamento do 1º Ano, ampliado em 2004 para o Ensino Fundamental de 1º ao 5º Ano com o Projeto Aprender – Instituto Ayrton Senna e em 2008 Projeto Aprendizagem de 1º ao 9º Ano, sendo o aluno o foco de todas as atividades de aprendizagem, trabalhando como norteadores as Matrizes de Habilidades e Sequências Didáticas e com instrumentos de acompanhamento específicos para o gerenciamento técnico operacional e, mais importante, pedagógico buscando sempre a aprovação com qualidade.

Fortalecer a aprendizagem significativa, reduzir o índice de evasão, de repetência e, consequentemente, elevar o índice de aprovação garantindo uma educação de qualidade a todos.

O Projeto trabalha com encontros individuais e coletivos, capacitando Duplas Pedagógicas e Coordenadores para melhor desempenho de suas funções pedagógicas nas UEBs junto aos educadores, alunos, pais e comunidade escolar.

2- Escola Pública de Tempo Integral

O caminho percorrido até agora pela Escola de Tempo Integral no Estado de Goiás se alarga a cada dia, ampliando as oportunidades de maior permanência na escola a centenas de crianças. Na Escola de Tempo Integral, o estudante recebe atenção nas suas necessidades básicas e educacionais. Num turno, ele freqüenta a sala de aula regular. Depois, almoça e descansa. No outro turno, ele desenvolve atividades complementares ao aprendizado, sendo estimulado à pesquisa e à leitura, à reflexão e à crítica. Isso tudo, sem deixar de lado a cultura, as artes, o esporte e o lazer. Em algumas escolas, as atividades complementares ocorrem pela manhã.

A Subsecretaria Regional de Educação de Anápolis possui 06 Unidades Escolares com atividades de tempo integral:

  • ANÁPOLIS – Colégio Estadual Lions Melchior de Araújo, Colégio Estadual Carlos de Pina, Colégio Estadual Padre Trindade, Colégio Estadual Adolpho Batista e Colégio Estadual Violeta Pitaluga;
  • OURO VERDE – Colégio Estadual Roque Romeu Ramos.

3- Educação de Jovens e Adultos-EJA

Educação de Jovens e Adultos – EJA é uma modalidade de Educação Básica que tem por objetivo favorecer oportunidades de estudo a jovens e adultos que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio, na idade própria.
Com a Constituição promulgada em 1988, o dever do Estado com a educação de jovens e adultos é ampliado ao se determinar a garantia de “ensino fundamental obrigatório e gratuito, assegurando, inclusive, sua oferta para todos os que a ele não tiveram acesso na idade própria”.

Nas diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos, o professor Carlos Roberto Jamil Cury, do Conselho Nacional de Educação, diz: “A EJA, de acordo com a Lei 9.394/96, passa a ser uma modalidade de educação básica nas etapas do ensino fundamental e médio, usufruindo de sua especificidade própria”.

A SREA atendeu no ano de 2010 a modalidade de Educação de Jovens e Adultos-EJA, reconhecendo a prioridade e a necessidade de atender essa população na alfabetização de adultos e séries iniciais do Ensino Fundamental, I Etapa, 1º Segmento; série finais do Ensino Fundamental , II Etapa e Ensino Médio, III Etapa, 2º Segmento, nas seguintes Unidades Escolares:

Ø  C.E. Profº Elias Chadud, C.E. Castelo Branco, C.E. Durval Nunes da Matta, C.E. Genoveva R. Carneiro, C.E. Jad Salomão, C.E. Lions Melchior Araújo, C.E. Mª Aparecida Alves, C.E. Osvaldo Francisco da Silva, C.E. Pe. Fernando G. de Melo, C.E.Professor Faustino, C.E. Professor José Abdalla, C.E. Professor Salvador Santos, C.E. Rotary Donana, C.E.Ver. Luiz de Almeida, C.E. Violeta Pitaluga, C.E. Virgínio Santillo, C.E. 13 DE Maio – Alexânia, C.E.Nelson Santos – Alexânia, C.E. Sen. José E. de Moraes – Cocalzinho, C.E. Benedita Brita – Goianápolis, C.E. Mauro Borges Teixeira – Nerópolis, C.E. Senhor do Bonfim – Pirenópolis, E.E. Com. Joaquim Alves – Pirenópolis, C.E. Osório Rodrigues Camargo – Abadiânia, C.E André Gaudie- Corumbá.

São realizados anualmente os Exames Supletivos, atendendo aos candidatos que necessitam de certificação de conclusão de estudos do ensino fundamental e médio. Os exames supletivos são realizados, regularmente, no segundo semestre letivo em pólos definidos.

Temos ainda a Educação Prisional com o Projeto Educando para a Liberdade inseridos na modalidade de Educação de Jovens e Adultos, oferecido para população privada de liberdade, em unidades escolafres exclusivas ou de extensão, organizadas nas Agencias do Sistema Prisional que aderirem ao programa.

4 Plano de Desenvolvimento da Escola -PDE

O trabalho realizado com o PDE tem como foco o fortalecimento da ação pedagógica da escola, através da adoção de medidas que contemplem ações direcionadas ao comprimento de metas elaboradas para soluções dos problemas detectados no diagnóstico, privilegiando o fazer pedagógico pautado na melhoria do processo educacional e conseqüente elevação do desempenho dos alunos.

O Comitê Estratégico Regional iniciou o processo de análise, orientação quanto aos aspectos metodológicos, pedagógicos e financeiros, que norteiam a elaboração do PDE, devolução às Unidades escolares para os devidos ajustes, através das Duplas Pedagógicas, retorna para outras análises até a aprovação final de um planejamento estratégico consistente e exeqüível, no qual aspectos pedagógicos se sobrepõem aos financeiros.

O processo de execução das ações pedagógicas é acompanhado em visitas às escolas pelas Duplas Pedagógicas e as financiáveis monitoradas pelo Comitê autorizado alguma alteração somente com total fidelidade no plano aprovado e garantia da execução da ação pedagógica primordial para o alcance da meta projetada.

5- Programa Mais Educação

O Programa Mais Educação, criado pela Portaria Interministerial nº 17/2007, aumenta a oferta educativa nas escolas públicas por meio de atividades optativas que foram agrupadas em macrocampos como acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica.

No ano de 2010, foram atendidas 32 Unidades Escolares, para 2011  serão atendidas mais escolas jurisdicionada a Subsecretaria Regional de Educação de Anápolis.

A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD/MEC), em parceria com a Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) e com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O programa visa fomentar atividades para melhorar o ambiente escolar, tendo como base estudos desenvolvidos pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), utilizando os resultados da Prova Brasil de 2005. Nesses estudos destacou-se o uso do “Índice de Efeito Escola – IEE”, indicador do impacto que a escola pode ter na vida e no aprendizado do estudante, cruzando-se informações socioeconômicas do município no qual a escola está localizada.

06- Centro de Estudos e Pesquisa Ciranda da Arte

O Centro de Estudo e Pesquisa “Ciranda da Arte” é um espaço que agrega professores para discussão, reflexão e sistematização de experiências desenvolvidas no ensino das artes, nas suas diversas manifestações. De modo coletivo, tem construído a referência para a elaboração de currículos, projetos e propostas pedagógicas para a área, consolidando uma rede colaborativa entre os profissionais. Serve-se ainda de “suporte acadêmico aos projetos de formação continuada em serviço dos docentes dessa área do conhecimento” (Diretrizes Operacionais da Rede Pública Estadual de Ensino de Goiás, 2009, p. 40).

Ao relatar as ações ligadas ao ensino de arte na rede pública estadual de Goiás e principalmente em Anápolis, alguns protagonistas ocupam lugar de destaque, por estarem à frente de diversas iniciativas que vem sendo tomadas, de forma mais abrangente, na atual gestão. Dentre estes protagonistas, o Centro de Estudo e Pesquisa “Ciranda da Arte” aparece com total evidência, no sentido de pensar, organizar e promover significativas frentes de trabalho que visam o fortalecimento da arte/educação no Estado e o acesso cada vez mais habitual dos estudantes da rede pública aos bens culturais, por meio de aprendizagens artísticas e da oportunidade de elaborar e socializar suas experiências estéticas.

As ações de arte e cultura nas Unidades Escolares Estaduais da Subsecretaria Regional de Educação de Anápolis se asseguraram na efetivação do Núcleo de Estudo e Pesquisa “Ciranda da Arte” gerindo as elaborações pedagógicas, administrativas e artísticas do Centro de Estudo e Pesquisa “Ciranda da Arte”, com sua sede em Goiânia, este se configurando como instância responsável por todas as deliberações referentes a Arte e Cultura no Estado de Goiás.

A implantação de um núcleo na cidade de Anápolis, com sede administrativa no Colégio Estadual José Ludovico de Almeida – uma vez que, a partir da gestão da Professora Simone Cintra, sustenta e dá total apoio às ações do Núcleo –  fomenta o trabalho de todo esse universo educacional, no que se diz respeito as linguagens, disciplinas e ações de arte nas Unidades Escolares Estaduais do Município de Anápolis e Municipios jurisdicionados por esta Subsecretaria, edificando subsídios concretos de:

  • Acompanhemento e formação continuada dos professores de áreas específicas;
  • Reorientação Curricular – ARTE; Realizada no Teatro Municipal de Anápolis e no Colégio Estadual Professor Faustino, nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, possuindo como objetivo a compreensão e aprofundamento das orientações curriculares para a área da ARTE; Socialização e discussão das Seqüências Didáticas elaboradas pela equipe do Centro de Estudo e Pesquisa “Ciranda da Arte”; Vivências de modalidades artísticas selecionadas para as Seqüências Didáticas; Elaboração de Seqüências Didáticas pelos professores da rede, a partir das orientações curriculares que integram o caderno 5 da coleção “Currículo em Debate” – Matrizes curriculares, publicado em 2009 pela Secretaria Estadual de Educação, atendendo a todos os professores que ministram a disciplina arte de 6º a 9º ano do ensino fundamental
  • Produções artísticas no ambiente escolar; Resgate, preservação e proliferação da cultura goiana, através da prática sistematizada em dança a partir das manifestações artísticas tradicionais de nossa cultura efetivada pelo Projeto Saberes do Cerrado, os conteúdos .
  • Pesquisa e orientações pedagógicas referentes à atuação do profissional da arte em sala de aula;
  • Capacitações em todas os setores da educação formal como o ensino fundamental, médio, ensino para jovens e adultos e areas inclusivas.

Deste modo a SREA garante um ensino de qualidade e compromissado com uma educação ampliada pela formação humana, cidadã e de qualidade pela abertura das portas da sensibilidade, esta capaz de formar cidadãos mais conscientes e críticos, promovendo uma leitura de mundo mais elaborada e sistematizada da realidade concreta do sujeito na contemporaneidade.

O trabalho de acompanhamento pedagógico das alterações e inserções nos quadros de professores de áreas especificas da arte, extensões de contratos temporários para cargos que não possuem professores disponiveis a ocuparem as vagas surgidas em arte, reagrupamento realizado em apenas uma Escola de Tempo Integral – esta recebendo acompanhamento diretivo de suas atividades artísticas –, visitas a Unidades Escolares para respaldar os problemas surgidos na atuação do professor, na estrutura das UEBs e nos processos pedagógicos das disciplinas que se enquadram no ambito artítico, solicitações de produtos artísticos para abrilhantarem os eventos da SREA e do Munícipio de Anápolis.

A parceria efetiva com a Prefeitura Municipal de Anápolis, na gestão do Prefeito Antonio Gomide e do apoio e suporte de outras Secretarias desta prefeitura como a Secretaria de Cultura, em nome do Senhor Augusto Cezar de Almeida, a Secretaria de Esporte, em nome do Senhor Ademir Marinho, o Ponto de Cultura Tenda Jovem, em nome da Senhora Ludmila Machado e a Secretaria Municipal de Educação, garantem com que o trabalho realizado pelos estudantes, sujeitos ativos de nossa história atual, possa construir a imagem de nosso Estado e de nossos Municípios.

O “Ciranda da Arte” celebra a possibilidade permitida de edificar seus trabalhos em uma Subsecretaria que se coloca em destaque pelo excelente trabalho realizado no Estado de Goiás e pelo total apoio aos projetos, cursos, capacitações continuadas, contratação de professores e principalmente a possibilidade de atuação do profissional, aqui neste documento avaliado, como o mantenedor de sua atuação pedagógica em arte transferida para o setor administrativo.

Anúncios